Vamos recuperar as populações de baleias do Atlântico Sul!

Você sabia? Durante o século XX cerca de 2.9 milhões de baleias foram mortas em todo o mundo o que constitui o a maior caça em termos de biomassa, levando a diminuição dos estoques de baleias em todos os oceanos. Aproximadamente 71% das baleias caçadas no mundo foram mortas no hemisfério sul. Baleias fin, cachalote, azul, jubarte, sei, franca e minke foram de longe as espécies mais caçadas no Oceano Austral (Atlântico Sul e a Antártida).

Para manter ou aumentar as populações das diferentes espécies de baleias que ocorrem na região, o Brasil, a Argentina, a África do Sul, o Uruguai e o Gabão estão propondo a criação do Santuário de Baleias do Atlântico Sul.

Essa medida visa mitigar ameaças identificadas para essas populações de baleias bem como para outras ameaças potenciais. O Santuário também pretende estimular a pesquisa não-letal e não-extrativa coordenada na região, especialmente pelos países em desenvolvimento. Para ser criado é preciso que ele seja aprovado pela Comissão Internacional Baleeira (CIB ou IWC), composta atualmente por 80 países. A votação vai acontecer no mês de outubro.

Você também pode ajudar a criar o Santuário: basta aderir à nossa campanha e divulgar essa iniciativa em suas redes com a hashtag #SantuarioEuApoio. A sua mobilização vai colaborar para recuperar as populações de baleias do Atlântico Sul. Participe!